3 de março de 2013

Nossos FILHOS - O Veneno (MUNDO) o Antídoto (JESUS CRISTO)


[Se o mundo é um veneno, o Senhor nos deixou o antídoto]

Um pensamento do irmão Clement Buchanan em Palavras... 57

O VENENO E O ANTÍDOTO

Com frequência temos escutado que o cristão tem três inimigos: Satanás, o ego e o mundo. Em nossos dias parece que o mundo tem sido mais influente como inimigo do que jamais o foi. No tempo de vida de muitos de nós temos presenciado um tremendo desenvolvimento nas coisas que fascinam e atraem. Ao mesmo tempo tem havido uma horrível regressão no ensino e prática do que é bom e correto. Deste modo, o mundo experimenta e prova o crente que é verdadeiro. Mas, por outro lado, aquilo que parece inofensivo, como o fruto proibido pareceu a Eva, nos atrai. E além disso a impiedade impera. Aprendemos de 1 João 5:19 que "todo o mundo está no maligno".

Como podemos ajudar nossos filhos queridos enquanto crescem neste mundo? A vida segue o seu curso e vivemos diariamente sob a influência de tudo o que nos cerca. Nem tudo o que nos influencia ou nos conduz é mau. É aí que nós, como crentes, temos privilégios e responsabilidades. Quão maravilhoso é procurarmos ajudar nossos filhos para o bem deles, tanto eterno como temporal. Como consequência, felicidade e bênção virão.

Nos sistemas educacionais de hoje muita coisa, que não é nem certa nem verdadeira, é ensinada. E também na grande casa da cristandade muita coisa tornou-se igual ao mundo. Uma comparação entre 2 Timóteo 3 e Romanos 1 é suficiente para demonstrar isso.

Não podemos deixar a grande casa da profissão cristã, mas nosso Deus nos supriu com tudo o que precisamos para nos guardar e para ensinarmos nossos filhos da maneira correta. "Então apregoei ali um jejum junto ao rio Aava, para nos humilharmos diante da face de nosso Deus para Lhe pedirmos caminho direito para nós, e para nossos filhos, e para toda a nossa fazenda" (Ed 8:21).

Em 2 Reis 4 encontramos muita coisa que é típica do povo de Deus em nossos dias. Eliseu foi a Gilgal, e havia fome naquela terra. Eliseu disse a seu servo: "Põe a panela grande ao lume, e faze um caldo de ervas para os filhos dos profetas". E o que aconteceu? "Então um saiu ao campo a apanhar ervas, e achou uma parra brava, e colheu dela a sua capa cheia de coloquíntidas: e veio, e as cortou na panela do caldo; porque as não conheciam". Isso é como o alimento que se busca hoje em uma cristandade mundana, qual erva brava que contém algum veneno. Diz que "as não conheciam" - uma grande falta de discernimento. Qual era o antídoto? O profeta de Deus sabia. Ele disse: "Trazei pois farinha. E deitou-a na panela, e disse: Tirai de comer para o povo. E não havia mal nenhum na panela." (vs. 38-41.)

A farinha tipifica Cristo em Sua perfeição, vindo até nós neste mundo como alimento para o povo de Deus. Hoje todo crente é um sacerdote e todos precisamos nos alimentar de Cristo. Cristo em Sua vida é alimento para nos sustentar em nossa vida.

O que podemos fazer para ajudar nossos filhos a viverem neste mundo? A resposta é clara: devemos colocar mais de Cristo em seu alimento diário. Isto irá servir de antídoto contra o veneno que se encontra neste campo onde todos vivemos.

C.Buchanan, "The Poison and the Remedy", Christian Treasury, Set. 95

Um comentário:

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.