7 de julho de 2010

O que significa "O ARRAIAL" de Hebreus 13.13???



Hebreus 13:13 está fazendo referência ao arraial ou sistema religioso judaico, com o qual os cristãos nada mais tinham a ver. "Saiamos pois a ele fora do arraial, levando o seu opróbrio." A carta aos cristãos hebreus os exorta a saírem fora de todo aquele sistema que, mesmo que no passado tivesse sido estabelecido por Deus, já não tinha nenhum sentido, pois Cristo fora colocado fora dele.

Você quer saber como a passagem se aplica ao cristão hoje. Entendo como arraial hoje a cristandade organizada pelos homens e que traz um bom número de elementos do culto do judaísmo, como templos, sacerdotes, vestimentas especiais, clero, dízimos, lugares santos, objetos santificados etc. Quando somos exortados a sair fora do arraial, isto não significa que no arraial, ou seja, na cristandade, não existam verdadeiros cristãos. A maioria dos verdadeiros cristãos está lá, creio eu. Mas os sistemas que os homens inventaram não tiveram suas origens em Deus, portanto devo afastar‑me deles.

Quanto à sua pergunta sobre o denominacionalismo, não acredito que as denominações evangélicas preguem seu rótulo, mas pregam a Cristo. No entanto, os novos convertidos são convidados a se tornarem membros de algo que não está na Bíblia. Quando alguém crê no Senhor, é acrescentado pelo próprio Senhor à igreja, que é o corpo de Cristo, tornando‑se assim seu membro. Não é necessário que se torne membro de coisa alguma. Já é membro da única igreja que encontramos na Palavra de Deus. É a única que inclui a todos os salvos. Se você é membro de alguma igreja que não inclua em seu rol a todos os salvos, tal igreja não é a que encontro na Bíblia.

Muitos pensam que é mais correto congregar em uma denominação do que reunir‑se em uma casa com alguns poucos irmãos. Mas você não conseguirá encontrar na Bíblia nenhum versículo que o autorize a se reunir num sistema denominacional criado pelo homem, enquanto, por outro lado, o Senhor promete estar onde dois ou três estiverem reunidos ao Seu nome (e mais nenhum nome). Se você chegar ao ponto de reconhecer que o denominacionalismo é algo contrário aos planos de Deus, aprenderá, de 2 Timóteo 2.19 que não cabe a nós dizer quem é do Senhor e quem não é; Ele conhece os que Lhe pertencem, onde quer que estejam.

Mas ao servo que entende a Sua vontade, a este recai a responsabilidade de apartar‑se da iniquidade e seguir a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor (2 Tm 2.22). Mesmo que tenha que fazê‑lo com apenas mais um ou dois irmãos em sua própria casa. Isto será mais precioso aos olhos do Senhor do que dois mil ou três mil sujeitos a estatutos, faculdades teológicas, doutores em divindade, reverendos e outras dezenas de coisas instituídas pelo homem e denominadas de cristianismo.


Veja mais aqui:

Nenhum comentário:

Postar um comentário